Quem Roi a Unha tem ANSIEDADE? 

Vencendo a Ansiedade: Um Guia para Abandonar o Hábito de Roer Unhas 

Roer as unhas é um hábito comum, mas para muitos, pode ser mais do que apenas uma mania – pode ser uma resposta à ansiedade. Se você se vê constantemente roendo as unhas, saiba que não está sozinho. Vamos explorar a ligação entre roer unhas e ansiedade, além de estratégias para superar esse hábito e cuidar da sua saúde mental. 

A Relação entre Roer Unhas e Ansiedade: 

O ato de roer as unhas muitas vezes está relacionado a sentimentos de ansiedade, estresse ou nervosismo. É uma forma de liberar a tensão acumulada, oferecendo uma distração momentânea. Infelizmente, isso cria um ciclo vicioso, pois roer as unhas pode causar danos, gerar vergonha e, por sua vez, aumentar a ansiedade. 

Estratégias para Superar o Hábito: 

  1. Identifique os Gatilhos: 
  • Observe as situações que desencadeiam o desejo de roer as unhas. Pode ser durante momentos de estresse no trabalho, preocupações pessoais ou outras situações desafiadoras. 
  1. Encontre Alternativas Saudáveis: 
  • Em vez de roer as unhas, experimente substituir o hábito por alternativas saudáveis, como simplesmente manter as mãos ocupadas com um objeto pequeno, fazer exercícios libera a serotonina. A serotonina é um neurotransmissor que atua no cérebro, estabelecendo comunicação entre as células nervosas, podendo também ser encontrada no sistema digestivo e nas plaquetas do sangue. Esta molécula, também conhecida por “hormônio da felicidade” é produzida a partir do aminoácido triptofano, que é obtido através dos alimentos. A serotonina atua regulando o humor, sono, apetite, ritmo cardíaco, temperatura corporal, sensibilidade e funções cognitivas e, por isso, quando se encontra numa baixa concentração, pode causar mau humor, dificuldade para dormir, ansiedade ou mesmo depressão.Uma das formas de aumentar a concentração de serotonina na corrente sanguínea é consumindo alimentos ricos em triptofano, praticar exercícios físicos com regularidade e, em casos mais severos, tomar remédios de acordo com a orientação do neurologista 
  1. Cuidado com as Unhas: 
  • Mantenha suas unhas bem cuidadas e aparadas para reduzir a tentação de roê-las. Manicures regulares podem ser uma motivação adicional para evitar danificar as unhas recém-feitas. A opção de fazer unhas em gelinho, fibra de vidro, gel são excelentes alternativas. Não consegues roer.  
  1. Práticas de Relaxamento: 
  • Integre práticas de relaxamento na sua rotina diária, como meditação, respiração profunda ou ioga. Essas técnicas podem ajudar a reduzir a ansiedade subjacente. 
  1. Autoconscientização: 
  • Esteja consciente do hábito. Quando sentir a vontade de roer as unhas, pare por um momento, respire fundo e questione-se sobre o que está causando essa reação. 
  1. Busque Apoio Profissional: 
  • Se a ansiedade é uma preocupação significativa, considere buscar apoio de um profissional de saúde mental. Terapias cognitivo-comportamentais e aconselhamento podem ser ferramentas valiosas para lidar com a ansiedade subjacente. 

Cuide da Sua Saúde Mental: 

Entender a conexão entre roer unhas e ansiedade é o primeiro passo para superar esse hábito. Lembre-se de que é um processo gradual, e cada pequeno passo na direção certa conta. Priorize a sua saúde mental, seja gentil consigo mesmo e celebre os progressos, por menores que sejam. Ao adotar estratégias saudáveis para lidar com a ansiedade, você não apenas abandona um hábito prejudicial, mas também investe no seu bem-estar emocional. 

Deixe um comentário